2005

Ata da reunião de 04/04/2005

 

Ata da reunião de 04/04/2005
Sessão ordinária da Congregação da Faced.

 

Ata da sessão ordinária da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA.

 

 

Aos quatro dias do mês de abril de dois mil e cinco, na Sala Iguape, reuniram-se os membros da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA, com a finalidade de discutir a seguinte pauta: Balancete mensal de projetos (ratificação da posição de dois mil), Formação de professores (Licenciatura de Pedagogia) em EAD, Situação do espaço físico da FACED (avaliando o já feito e novas demandas), Diretrizes Nacionais de Pedagogia, O que ocorrer. Estavam presentes os professores Nelson Pretto, Diretor e Presidente da Congregação, Roberto Sanches, Mary Arapiraca, Vice-Diretora, Roseli Sá, Kleverton Bacelar, João Batista de Sousa, Theresinha Miranda, Roberto Colavolpe, Celi Taffarel e ainda Rosemary Sampaio, representante dos Servidores Técnico-Administrativos e os discentes representantes dos Diretórios Acadêmicos de Educação Física e Pedagogia, Márcio Barbosa, Rafael Bastos, Maiane Santos, Patrícia Bispo e Renata Lima Bastos. Havendo quorum, o Professor Nelson Pretto iniciou a sessão às quatorze e trinta, apresentando a ata da reunião extraordinária de dezoito de março deste ano, dando as boas vindas ao professor Kleverton Bacelar e incluindo um item na pauta, Encontro Nacional dos Estudantes de Educação Física em Salvador. Iniciando os informes, pediu à professora Mary Arapiraca que falasse sobre a reunião com a Prefeitura Municipal de Salvador, para implantação do Projeto PROJOVEM, da Secretaria Geral da Presidência da República que envolvem jovens de dezoito a vinte e quatro anos, da oitava série do ensino fundamental, uma versão atual do Projeto Gente Jovem, que já teve a atuação da FACED, e que agora é chamada a participar com uma proposta de formação de professores. Informou também que a professora Iracy Picanço foi convidada e aceitou coordenar as ações inicias do Projeto. Sendo questionada pelo estudante Márcio e pelo professor João Batista, a professora Mary prestou mais esclarecimentos sobre o assunto. Em seguida, o professor Nelson Pretto opinou a favor da participação da Faculdade neste projeto, falando da necessidade de fazer com os professores da casa, uma discussão e apresentar uma crítica. Falaram os estudantes Márcio e Rafael Bastos sobre a necessidade de conhecer e discutir a documentação do programa. Após questionamentos dos professores João Batista, Roseli Sá e Nelson Pretto o encaminhamento foi colocar o assunto em pauta numa próxima reunião, convidando a professora Iracy Picanço. Logo após o professor Nelson passou para o segundo ponto do expediente, anunciando que haverá em breve um edital do MEC que dá abertura às Instituições Pública desenvolverem programas de Licenciatura em Pedagogia de Educação a Distância. Pensando nessa possibilidade e levando em consideração a experiência que a FACED detém na área de formação de professores, em ações curriculares inovadoras com os projetos Irecê e Salvador, já foi criado um grupo de trabalho tendo em mira um projeto de formação de professores a distância; e que o grupo é aberto a todos que desejarem se agregar. Em seguida falou do anúncio da lista da Faculdade e do site moodle disponibilizado para esse assunto, e pediu o apoio dos chefes dos departamentos e D.A., para divulgação, informando alguns cursos existentes nessa área. Continuando falou da aprovação do título de doutor honoris causa post mortem ao professor Felippe Serpa, em sessão pública na Reitoria, em três de maio do corrente, às dezessete horas, cuja coordenação estará com o professor Menandro Ramos. Falou da proposta elaborada no fórum de diretores, intensificando com o apoio do MEC vinte por cento da carga horária para disciplina de Educação a Distância. Outro informe foi quanto a necessidade urgente de um substituto da professora Theresinha Miranda, no CONSEPE; e pediu a articulação e mobilização dos professores para essa eleição. Noticiou e lamentou o incidente com o professor Orlando Hage que, não tendo as chaves da sala de ginástica, quebrou o cadeado colocando outro e trazendo um chaveiro particular, assumindo por escrito a responsabilidade. A estudante Maiane Santos falou sobre uma reunião com quatro integrantes do D.A. Pedagogia com professor Nelson Pretto para tratar da situação precária do computador daquele setor. Também o estudante Márcio Barbosa fez o mesmo questionamento, solidarizando com esse D.A. Em seguida Maiane Santos propôs que a questão fosse colocada em pauta da Congregação, solução imediata. Retomando a palavra, o professor Nelson fala sobre o esforço que vem fazendo no sentido de resolver esses problemas, quando a professora Roseli endossou a fala da estudante, falando das dificuldades nos Departamentos e Colegiados, e propôs que o assunto fosse detalhado no ponto três da pauta. Iniciando o primeiro item da pauta o professor Nelson fez um breve histórico no tocante ao balancete mensal de projetos, a partir de uma reunião de julho de dois mil, sobre a definição deliberada em Congregação, que as Instituições mandariam com regularidade os extratos para conferência na FACED, o que foi oficiado à FAPEX. Em sua explanação, fala da posição contrária de um professor, quanto à retirada do extrato do seu projeto para conferência pela Faculdade; fato informado pela FAPEX. Em seguida o professor João Batista defende a idéia de que a prestação de contas é obrigação de cada coordenador de projeto, e que tal fato merece uma sindicância; é um direito da Faculdade saber sobre isso através da Congregação. A professora Mary pede para reiterar essa decisão. Continuando a discussão, o estudante Rafael faz um comentário a favor do exposto pelos professores, quando o professor Nelson disse que a FACED inovou nesse sentido, o que foi reconhecido pelo Conselho Universitário da UFBA. Questionado pelo professor João Batista, quanto ao entendimento da Procuradoria Jurídica, disse que cabia uma consulta quanto à regularização do envio dos extratos; se mensal ou não. Iniciando o segundo ponto da pauta o professor Nelson Pretto disse já ter tratado nos informes e acrescenta que a FACED não pode se eximir mais dessa participação onde o país inteiro está envolvido. Logo após, o estudante Márcio falou da necessidade de remeter o assunto à discussão da Reforma Universitária, e pede uma posição da Congregação. Respondendo o professor Nelson endossa que isso aconteceu com os outros projetos implantados. Em seguida passando para o terceiro ponto da pauta o professor Nelson disse que não foi feita uma avaliação do espaço físico da FACED, apesar de ter sido criada uma comissão e que, a partir da reforma tem recebido muitos pedidos de ampliação, a exemplo da Empresa Jr., UNITRABALHO, e Grupo MEL. Tomando a palavra, a professora Roseli Sá um amplo comentário sobre o espaço físico da Faculdade dos problemas da escassez de material no Departamento I, passando pelos Tabuleiros Digitais e segurança. Tomando a palavra o professor Roberto Sanches fez uma avaliação endossando a fala anterior, agora no tocante ao Departamento II. Em seguida o estudante Márcio solidariza com os Departamentos e fala também sobre a defasagem de material no D. A. Educação Física; bebedouro, material de som, computador. Usando a palavra, Rosemary Sampaio também diz das dificuldades nesse sentido, na secretaria dos Departamentos. Foi feito um comentário pela estudante Maiane sobre o atendimento lento na xerox, e solicitou providências de agilização nesse sentido. Dando prosseguimento a esse ponto, a professora Mary disse ser oportuna uma avaliação do espaço físico e equipamentos, dado o montante de demandas e explicou a doação de trinta computadores pelo Projeto Salvador, para o Laboratório de Informática. Após isso, o professor João Batista fez um comentário sobre a utilização dos Tabuleiros Digitais e pediu que a Congregação discutisse melhor o assunto, porque é necessário um controle pelo grande números de pessoas que tem entrado na Faculdade; os roubos ocorridos e outros fatos, não deixando de frisar a relevância desse projeto. Introduzindo o quarto ponto da pauta Diretrizes Nacionais de Pedagogia, foi distribuída documentação referente ao assunto. Pelo horário avançado, e a questão necessitar de maior aprofundamento no Departamento, o professor Roberto Sanches propôs que fosse apresentada na reunião extraordinária do dia quinze de abril do corrente ano, minuta da discussão da Reforma Curricular dos Cursos de Licenciatura da UFBA. No tocante ao ponto cinco, Encontro Nacional de Estudantes de Educação Física, o professor Nelson confirmou todo apoio para sua realização em Salvador em agosto de dois mil e cinco. Colocada à votação como prioridade na Congregação, a compra de computadores e impressoras para os D. A., foram registrados seis votos contra, cinco a favor e uma abstenção. Outro encaminhamento foi tirar uma comissão para avaliar o espaço físico e demandas. Nada mais havendo a tratar, eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário ad hoc desta Congregação, dato e assino esta ata, que será também assinada pelos presentes. Salvador, 15 de abril de 2005.

 

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Sessão ordinária da Congregação da Faced.

Ata da reunião de 25/04/2005

 

Ata da reunião de 25/04/2005
Sessão extraordinária da Congregação da Faced.

 

Ata da sessão extraordinária da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA de 25/04/2005.

 

  

Aos vinte e cinco dias do mês de abril de dois mil e cinco, às dezessete horas, na Sala Iguape, foi realizada a sessão extraordinária da Congregação da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, com pauta única para discutir a  alocação de vagas para professores dos Departamentos de Educação da FACED. Estavam presentes os professores Mary Arapiraca, João Batista de Souza, Kleverton Bacelar, Theresinha Miranda, José Wellington Aragão, Roberto Sanches Rabello, Carlos Roberto Colavolpe,Roseli Sá, Celi Taffarel, Roseli Sá e  ainda Rosemary Sampaio, representante dos técnico-administrativos e os alunos Maiane Santos do DA de Pedagogia,,Leonardo Duarte e Rafael Bastos do Curso de Educação Física. A sessão foi iniciada pela professora Mary Arapiraca, que falou sobre o objetivo da reunião, lembrando a questão da carga horária, regime de trabalho e o prazo até vinte e sete de abril para encaminhar a decisão ao CONSEPE, quando pediu a participação de todos os membros. Em seguida, falou o professor Carlos Roberto Colavolpe, que criticou a posição do CONSEPE,que dado a exigüidade de vagas ,transfere para as congregações decisões que eram feitas a partir dos perfis dos departamentos. Em seguida, a professora Theresinha Miranda se reportou à documentação do CONSEPE,falando sobre os critérios da alocação de vagas, cuja definição levou em consideração a quantidade de departamentos nas Unidades.Tomando a palavra, a professora Roseli Sá teceu comentários sobre a situação difícil nos departamentos pela defasagem de vagas e necessidades gerais da Unidade e criticou a disponibilidade de apenas duas vagas; assim, defendeu a posição de que as vagas fossem distribuídas para os Departamentos I e II, alegando a atual situação,frisou que o Departamento II está com mais de cinqüenta por cento de professores que não são efetivos do quadro. Dando prosseguimento à reunião, falou o professor João Batista, seguindo o raciocínio da professora Roseli Sá, lembrando ainda da necessidade de atendimento das dezenove licenciaturas existentes no Departamento II. A professora Celi Taffarel fez uma ampla defesa para que essas fossem oferecidas mais vagas à Faculdade de Educação, falando,inclusive, sobre o avanço das atividades educacionais no Departamento de Educação Física,tendo em mira o próprio plano de desenvolvimento institucional, o que foi endossado pelo professor Carlos Roberto Colavolpe, que reforçou o pedido de protesto por parte da Congregação.Em seguida, falou o professor Roberto Rabello, que fez o seguinte encaminhamento: diante das necessidades registradas, tem que haver uma posição neste sentido e sugeriu a elaboração envio de documento pedindo mais vagas. Quando o professor Wellington Aragão pensou na  possibilidade da própria ata ser esse documento.Finalmente, todos optaram pela elaboração de um documento ao CONSEPE, além da ata.Existindo duas propostas; uma da professora Roseli Sá, de que as duas vagas deveriam ser distribuídas para os departamentos I e II, e a segunda, o envio de documento ao CONSEPE, do professor Roberto Rabello, a presidente,  professora Mary Arapiraca colocou-as em votação, sendo as duas, pela ordem, aceitas por unanimidade. Após a votação, ficou assim decidido: preenchimento de uma vaga no Departamento de Educação I, para professor adjunto, DE, regime de 40 h, na matéria Psicologia,Educação e Necessidades Educativas Especiais, e para o Departamento II, professor assistente, DE, regime de 40 h,na matéria Didática e Tecnologias Contemporâneas, a ser preenchida pelo candidato indicado para o terceiro lugar no Concurso Publico para Docentes, realizado na FACED, em abril de  dois mil e quatro. Não havendo mais nada a ser tratado, a presidente encerrou a sessão, e eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário ad hoc, lavrei a presente ata que vai assinada por mim e pelos membros desta Congregação. Salvador, 25 de abril de 2005.                                         

 

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Sessão extraordinária da Congregação da Faced.

Ata da reunião de 06/06/2005

 

Ata da reunião de 06/06/2005
Homologação das bancas e pontos do concurso público para docentes.

 

Ata da sessão extraordinária da Congregação da Faced do dia 06 de junho de 2005, para homologação bancas e pontos do concurso público para docentes.

 

 

Aos seis dias do mês de junho de dois mil e cinco, às dezessete horas, na Sala Iguape, reuniram-se os membros da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA, com a finalidade de discutir e aprovar a composição das bancas examinadoras e pontos referentes aos concursos públicos para docentes dos Departamentos de Educação I e II. Com a presença da maioria dos integrantes, o presidente, professor Nelson Pretto iniciou os trabalhos lendo a pauta da reunião e convidando os representantes dos dois departamentos para apresentação das propostas. Em seguida, a professora Theresinha Miranda, falando em nome do Departamento de Educação I, anunciou a matéria do concurso Psicologia, Educação e Necessidades Educativas Especiais, e lista de oito pessoas que comporiam a banca, incluindo professores da Faculdade de Educação da UFBA e de outras instituições, mediante o resumo do Curriculum Lattes e contatos com os docentes. Após as discussões e votação, a banca desse departamento ficou assim constituída: Theresinha Guimarães Miranda (Titular) e Paulo Roberto Gurgel (Suplente) - FACED/UFBA, Leila Regina D’Oliveira de Paula Nunes (Titular) – UERJ e Maria Amélia Almeida (Suplente) – UFSCar, Luciana Pacheco Marques (Titular) – UFJF . Continuando, fez a apresentação da ementa e lista com dez pontos que, após discussão e ajustes de redação, foram aprovados por unanimidade.Dando prosseguimento a essa pauta, o professor Nelson Pretto passou a palavra ao chefe do Departamento II, professor Roberto Rabello, que também apresentou a proposta para a banca e os pontos para a matéria Didática e Tecnologias Contemporâneas.Esse departamento trouxe a sugestão de três nomes de professores da Faculdade de Educação e  dez de outras instituições.Após as discussões e votação, a banca foi homologada com os seguintes componentes: Dante Augusto Galeffi (Titular) e Dinéa Maria Sobral Muniz (Suplente) – FACED/UFBA, Paulo Gileno Cysneiros (Titular) – UFPE e Lynn Alves (Suplente) – UNEB, Bernadete de Souza Porto (Titular) – Universidade 7 de Setembro – Estado do Ceará. Inicialmente foram apresentados cinco pontos que, mediante colocações dos presentes, procedeu-se à reformulação do ponto número três e a inclusão de um sexto ponto. Logo depois, foram votados e aprovados por todos.Nada mais havendo a tratar, o presidente encerrou a sessão, e eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário ad hoc, redigi esta Ata que vai assinada e datada por mim e por todos os presentes. Salvador, 06 de junho de 2005.

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Homologação das bancas e pontos do concurso público para docentes.

Ata da reunião de 01/08/2005

 

Ata da reunião de 01/08/2005
Aprovação das datas dos concursos e homologação das inscrições.

 

Ata da sessão extraordinária da Congregação da Faced do dia 01 de agosto de 2005, para aprovação das datas dos concursos e homologação das inscrições.

 

 

Ao primeiro dia do mês de agosto de dois mil e cinco, às dezesseis horas, na Sala Kiriri, foi realizada a sessão extraordinária da Congregação da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, com a seguinte pauta: aprovação das datas de realização dos concursos públicos para docentes; homologação das inscrições dos candidatos dos concursos nos Departamentos de Educação I e II. Havendo quorum, o presidente da Congregação, professor Nelson De Luca Pretto, fez a abertura da reunião pedindo à chefe do Departamento I, professora Maria Roseli Brito que procedesse à apresentação dos candidatos inscritos. Assim, foi feito um relato sobre a análise e discussão,no departamento, dos documentos dos candidatos – Curriculum Vitae e Memorial de Títulos, entregues no ato da inscrição Depois, distribuiu, para conhecimento dos presentes, o material dos candidatos e em seguida, leu os Pareceres de aprovação das inscrições dos professores Alessandra Santana Soares e Barros, José Carlos Ribeiro e Nídia Regina Limeira de Sá.Continuando os trabalhos, o presidente colocou o assunto em votação, quando a Congregação homologou as inscrições.Também anunciou para aprovação, o período de realização do concurso, de vinte e três a vinte e seis de agosto de dois mil e cinco. Depois, o presidente passou a palavra ao chefe do Departamento II, professor Roberto Sanches Rabello, que apresentou a lista dos dezoito candidatos inscritos: Andréa Cristina Filatro, Antenor Rita Gomes, Avelar Luiz Bastos Mutim, Clairton Quintela Soares, Cláudio Orlando Costa do Nascimento, Cleverson Suzart Silva, Denise Aparecida Brito Barreto, Doriedson Alves de Almeida, Eliane Medeiros Borges, Fábio Giorgio Santos Azevedo, Joanna Angélica Carneiro Oliveira, José Mário Aleluia Oliveira, Roberto Luiz Machado, Sandro Luiz da Silva, Simone de Lucena Ferreira, Telma Brito Rocha, Vânia Rita de Menezes e Wannise de Santana Lima. Em seguida, distribuiu os documentos dos candidatos entre os presentes, quando foi feito um resumo da formação acadêmica de cada candidato e logo depois fez a leitura dos Pareceres de aprovação. Registrou também, com a leitura do Parecer, a não aprovação da inscrição da professora Eliane Medeiros Borges, por não estar de acordo com as normas estabelecidas no Edital nº 01/2005 e na Resolução 01/97. Feito isso, o presidente da Congregação colocou esse item em votação e assim, as inscrições dos dezessete candidatos foram homologadas. Finalizando, anunciou para aprovação, o período de realização do concurso, de vinte e dois de agosto a dois de setembro de dois mil e cinco. Antes de encerrar a reunião, o professor Nelson Pretto registrou a ausência da Comissão Organizadora do Concurso e chamou a atenção quanto aos prazos e cronograma das atividades. Assim, a sessão foi encerrada, e eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário da Congregação, lavrei a presente Ata, que vai datada e assinada por mim e por quem de direito. Salvador, 01 de agosto de 2005.

 

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Aprovação das datas dos concursos e homologação das inscrições.

Ata da reunião de 22/08/2005

 

Ata da reunião de 22/08/2005
Instalação do concurso público para docentes do Departamento de Educação II

 

Ata da sessão extraordinária da Congregação da Faced do dia 22 de agosto de 2005, para instalação do concurso público no Departamento de Educação II

 

 

Aos vinte e dois dias do mês de agosto de dois mil e cinco, às nove horas, no Auditório II, reuniram-se os membros da Congregação da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, com o objetivo de instalar as atividades do concurso público para docentes do Departamento de Educação II, cargo de Professor Assistente, na matéria Didática e Tecnologias Contemporâneas. Registrou-se ainda, a presença da Comissão Julgadora, representada pelos professores Dante Augusto Galeffi e Dinéa Maria Sobral Muniz – Faced/UFBA, Paulo Gileno Cysneiros – UFPE e Bernadete de Souza Porto – Universidade 7 de Setembro, do Estado do Ceará. A sessão foi aberta pelo presidente, professor Nelson Pretto, que falou do contentamento de estar instalando mais um concurso, dentre os vários já realizados nessas duas gestões, desde o ano de dois mil , e agradeceu a colaboração dos professores integrantes da banca examinadora, e à Comissão Organizadora dos Concursos. Em seguida, passou a presidência dos trabalhos ao professor Dante Galeffi, que fez a chamada dos candidatos. Da lista de dezessete inscritos, registrou-se o não comparecimento de seis, prevalecendo uma lista de onze professores. O candidato Avelar Luiz Bastos Mutim leu publicamente o ofício dirigido à Comissão Julgadora, explicando os motivos da desistência, cuja atenção foi parabenizada pelo professor Paulo Gileno Cysneiros. Dando prosseguimento à reunião, o professor Dante Galeffi fez uma ligeira apresentação do cronograma das atividades do concurso e dos procedimentos no tocante às provas, desde o sorteio até a realização. Continuando, o presidente da Comissão Julgadora, professor Dante Galeffi, conferiu a lista dos presentes e convidou a estudante Renata Lima Bastos – DA de Pedagogia, para sortear o ponto da prova escrita, numa lista de seis pontos. O ponto sorteado foi o de número quatro – Planejamento do ensino, avaliação e tecnologias contemporâneas. O sorteio foi realizado às nove horas e trinta minutos; com duas horas para a consulta bibliográfica, a prova escrita foi iniciada às onze horas e trinta minutos, com término programado para as dezessete horas. Desta forma, a reunião foi encerrada, e eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário da Congregação, lavrei esta Ata que vai datada e assinada por mim e por quem de direito. Salvador, 22 de agosto de 2005.

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Instalação do concurso público para docentes do Departamento de Educação II

Ata da reunião de 01/09/2005

 

Ata da reunião de 01/09/2005
Homologação dos resultados do concurso para docentes - Departamento II

 

Ata da Congregação extraordinária da Congregação da Faced, do dia 01 de Setembro de 2005, para homologação dos resultados do concurso para docentes Departamento II

 

 

Ao primeiro dia do mês de setembro do ano de dois mil e cinco, às dez horas e vinte minutos, no Auditório I da Faced, reuniram-se os membros da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA, para homologação dos resultados do concurso público para docentes, na matéria Didática e Tecnologias Contemporâneas, do Departamento de Educação II. A sessão foi aberta pela professora Theresinha Miranda, substituindo eventualmente o professor Nelson De Luca Pretto, passando em seguida a direção dos trabalhos ao professor Dante Galeffi, presidente da Comissão Julgadora, que fez a chamada dos candidatos para a leitura da prova escrita, referente ao ponto número quatro Planejamento do ensino, avaliação e tecnologias contemporâneas, sorteado na instalação do concurso, em vinte e dois de agosto deste ano. Foi registrada a presença de nove candidatos e ausência da professora Joanna Angélica Carneiro Oliveira. Pela ordem, o primeiro candidato a fazer a leitura da prova escrita foi o professor Antenor Rita Gomes; depois, Cleverson Suzart Silva, Denise Aparecida Brito Barreto, Doriedson Alves de Almeida, José Mário Aleluia Oliveira, Roberto Luiz Machado, Simone de Lucena Ferreira , Wannise de Santana Lima e finalmente, Cláudio Orlando Costa do Nascimento.Após a apresentação do último candidato, o professor Dante Galeffi interrompeu a reunião por dez minutos, e quando a reiniciou, passou à leitura dos pareceres e notas dos candidatos para a prova de títulos, prova didática, prova escrita e prova de defesa do memorial. O professor Paulo Gileno Cysneiros iniciou a leitura dos pareceres pela ordem de apresentação dos nove candidatos, depois a professora Bernadete Porto e finalmente, o professor Dante Galeffi. Depois disso foi divulgada a indicação em primeiro lugar do nome do professor Roberto Luiz Machado para ocupar a vaga de professor Assistente, do Departamento II, e em segundo lugar, do professor Cleverson Suzart. Prosseguindo a reunião, o professor Dante Galeffi fez a leitura do Relatório Final e do Parecer Final da Comissão Julgadora. Retomando a presidência, o professor Nelson Pretto, submetendo-os à apreciação da Congregação, que homologou os resultados Em seguida, agradeceu o trabalho da Comissão

Julgadora, a presença dos candidatos, parabenizou os indicados e agradeceu os componentes da Comissão Organizadora do concurso. Falaram ainda o professor Paulo Gileno Cysneiros, que manifestou o seu contentamento em participar como examinador, elogiando o nível dos candidatos, e o professor Cleverson Suzart, afirmando que não ia  desistir de alcançar a primeira indicação, e que estará na luta a cada concurso que houver. Nada mais havendo a tratar, o presidente encerrou a sessão, e eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário da Congregação, lavrei esta Ata, que depois de lida e aprovada, vai assinada por mim e pelos presentes. Salvador, 01 de setembro de 2005.

 

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Homologação dos resultados do concurso para docentes - Departamento II

Ata da reunião de 23/08/2005

 

Ata da reunião de 23/08/2005
Instalação do concurso público para docentes do Departamento de Educação I

 

Ata da sessão extraordinária da Congregação da Faced, do dia 23 de agosto de 2005, para instalação do concurso público para docentes do Departamento I.

 

 

 

 

Aos vinte e três dias do mês de agosto do ano de dois mil e cinco, às nove horas e dez minutos, no Auditório I da Faced, foi realizada a sessão extraordinária da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA, com a finalidade de instalar as atividades referentes ao concurso público para docentes, na matéria Psicologia, Educação e Necessidades Educativas Especias, do Departamento de Educação I. Além dos membros da Congregação, estava presente A Comissão Julgadora do Concurso, representada pelos professores Theresinha Guimarães Miranda – Faced/UFBA, Leila D’Oliveira Nunes – UERJ e Luciana Marques Pacheco – UFJF. A sessão foi presidida pelo professor Nelson De Luca Pretto, que iniciou os trabalhos agradecendo aos componentes da banca examinadora pela colaboração, fazendo uma saudação aos candidatos Alessandra Santana Soares e Barros, José Carlos Ribeiro e Nídia Regina Limeira de Sá, quando agradeceu também à Comissão Organizadora do Concurso. Prosseguindo a reunião, passou a presidência à professora Theresinha Miranda, que fez uma rápida apresentação do cronograma das atividades e procedeu à chamada dos candidatos e ao sorteio do ponto para a prova didática. O sorteio foi iniciado pela candidata Nídia Regina, que numa lista de dez pontos, ficou com o ponto de número nove – Processos psicológicos de desenvolvimento e de aprendizagem da criança e do adolescente, analisando criticamente os modelos teóricos, tendo em vista a realidade sociocultural e as questões pedagógicas. A segunda candidata, Alessandra e Barros, com o ponto oito – Questões ético-políticas e educacionais na ação do educador quanto à integração dos alunos com necessidades especiais: deficientes, condutas típicas e altas habilidades. E José Carlos Ribeiro, com o ponto sete – A relação entre pensamento e linguagem para a construção do conhecimento e da subjetividade do aluno: prática educativa e contexto sociofamiliar.Em seguida, os candidatos entregaram à comissão, os planos de aula referentes aos pontos sorteados. Assim, a professora Theresinha Miranda falou sobre os procedimentos para a realização da prova didática e que o primeiro candidato iniciaria essa atividade no dia seguinte, vinte e quatro de agosto, às nove horas e trinta minutos, e na seqüência, a defesa de memorial de títulos. Depois disso, a reunião foi encerrada, e eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário da Congregação, lavrei esta Ata que depois de lida e aprovada, vai datada e assinada por mim e por todos os presentes. Salvador, 23 de agosto de 2005.

 

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Instalação do concurso público para docentes do Departamento de Educação I

Ata da reunião de 25/08/2005

 

Ata da reunião de 25/08/2005
Homologação dos resultados do concurso para docentes – Departamento I

 

Ata da sessão extraordinária da Congregação da Faced, do dia 25 de agosto de 2005, para homologação dos resultados do concurso para docentes – Departamento I

 

 

Aos vinte e cinco dias do mês de agosto do ano de dois mil e cinco, às dezesseis horas e vinte minutos, no Auditório I da Faced, foi realizada a sessão extraordinária da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA, com o objetivo de homologar os resultados do concurso público para docentes, na matéria Psicologia, Educação e Necessidades Educativas Especiais, do Departamento de Educação I. Havendo quorum, a professora Mary de Andrade Arapiraca, substituindo o professor Nelson Pretto, fez a abertura da reunião, agradecendo o trabalho cuidadoso da Comissão Julgadora e saudou os três candidatos presentes. Feito isso, passou a direção dos trabalhos à professora Theresinha Guimarães Miranda, presidente da Comissão, que iniciou a leitura dos pareceres e notas dos candidatos referentes à prova de títulos, prova didática e prova de defesa do memorial. Pela ordem de chamada, foi iniciada a divulgação dos resultados do concurso.Assim foram registrados os resultados da professora Alessandra Santana Soares e Barros; em seguida a professora Nídia Regina Limeira de Sá, e finalmente, José Carlos Ribeiro. Continuando a reunião, os demais integrantes da Comissão, Leila D’Oliveira Nunes e Luciana Marques Pacheco leram seus pareceres, seguindo essa ordem. Depois foi divulgada a indicação em primeiro lugar do nome da professora Nídia Regina Limeira de Sá para ocupar a vaga de professor Adjunto, do Departamento I, e em segundo lugar, da professora Alessandra Soares e Barros. A professora Theresinha Miranda fez a leitura do Relatório Final e do Parecer Final da Comissão Julgadora. Retomando a presidência, a professora Mary Arapiraca submeteu-os à apreciação e aprovação da Congregação, sendo aprovados por unanimidade. Não havendo mais nada a tratar, a reunião foi encerrada e eu, Álvaro Cardoso de Souza, secretário da Congregação, lavrei esta Ata que depois de lida e aprovada vai datada e assinada por mim e por quem de direito. Salvador, 25 de agosto de 2005.

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Homologação dos resultados do concurso para docentes – Departamento I

Ata da reunião de 18/03/2005

 

Ata da reunião de 18/03/2005
Sessão extraordinária da Congregação da Faced.

 

Ata da Reunião Extraordinária da Congregação da Faculdade de Educação da UFBA, do dia 18 de março de 2005.

 

 

Aos dezoito dias do mês de março de dois mil e cinco, às nove horas, com a presença dos professores Mary Arapiraca – Vice-Diretora, Maria Roseli Brito – Chefe do Departamento de Educação I, Roberto Rabello – Chefe do Departamento de Educação II, Roberto Colavolpe – Chefe do Departamento de Educação Física, Celi Taffarel – Coordenadora do Colegiado de Educação Física, Roberto Sidnei Macedo – Vice-Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faced, José Wellington Aragão – representante dos professores, e Rosemeire Sampaio – representante dos funcionários técnico-administrativos, realizou-se a sessão extraordinária da Congregação da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, sob a presidência da Professora Mary Arapiraca, para apreciação e ajuizamento do recurso impetrado pelo Senhor Eduardo José Sandé e Oliveira dos Santos Souza, solicitando impugnação da banca do processo seletivo simplificado para contratação de docentes por tempo determinado, para a disciplina Psicologia da Educação, bem como anulação do referido processo seletivo. Após a abertura, a Professora Mary Arapiraca informou aos presentes que o recurso, objeto da reunião, constava hoje de um processo com um documento-resposta ao recurso impetrado, produzido pela Banca Examinadora do referido concurso, de um parecer do Departamento de Educação I, aprovando o documento da Banca, e de um parecer do Professor Roberto Rabello, sugerindo à congregação, aprovação do parecer do Departamento de Educação I, Em seguida, procedeu a leitura de todo os documentos. Dando prosseguimento à sessão, processou-se uma discussão, quando a professora Celi Taffarel sugeriu que  constasse em ata o seguinte: que a nota final do impetrante do recurso fosse alterada para mais, conforme indicação do documento da própria Banca Examinadora, que o comportamento de um Professor Examinador, indicado na Parte II do Recurso, é inadequado e deve ser evitado na Faculdade de Educação da UFBA, uma instituição responsável pela formação, em nível de graduação,de profissionais de educação, que as bancas devem cuidar para que não ocorra presença de outros candidatos enquanto algum estiver proferindo sua prova didática. Isto posto, e aceito pelos presentes, a Professora Mary Arapiraca colocou em votação o parecer do Professor Roberto Rabello, o qual foi aprovado pela maioria dos presentes, com uma abstenção e declaração de voto do Professor José Wellington Aragão: voto abstenção na matéria em apreciação na Congregação da |Faced, considerando que, no trato da coisa pública, todo zelo é necessário para garantir condições de acesso e de participação iguais a todos. Nada  mais havendo a tratar, eu, Magali Costa Brandão, Secretária  ad hoc, lavrei a presente ata que, após lida e aprovada, será assinada por quem de direito. Salvador, 18 de março de 2005.

 

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Sessão extraordinária da Congregação da Faced.

Ata da reunião de 07/11/2005

 

Ata da reunião de 07/11/2005
Sessão ordinária da Congregação da Faced.

 

Ata da reunião da Congregação da Faced no dia 7 de novembro de 2005

Aos sete dias do mês de novembro do ano de dois mil e cinco, reuniram-se na Sala Iguape, da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, os membros da Congregação da Faced Mary Arapiraca (vice-diretora), Roberto Sanches Rabelo, Dinéa Maria Muniz Sobral, João Batista, Kleverton Bacelar, Inez Carvalho, Roseli.Brito de Sá, Iara Rosa Farias (na qualidade de ouvinte) e a representante dos estudantes no DA de Pedagogia, Maiane Cecília. Iniciada a reunião pela professora Mary Arapiraca, o professor Kleverton informou sobre o ganho de causa na justiça da aluna Telma,.que teve direito de concluir o curso de pedagogia sem cumprir nem o currículo antigo, nem o novo, dizendo da possibilidade de isto vir a abrir precedentes, o que a vice-diretora anuiu. Os professores João, Roseli e Inez se pronunciaram sobre os problemas que isto pode vir a causar.A professora Mary perguntou ao professor Kleverton se gostaria que a Congregação reiterasse a posição do colegiado sobre a ação judicial da referida aluna, sem integralizar o currículo, no que todos foram de acordo. Primeiro item da pauta: Projeto acadêmico de monitoria. A professora Mary perguntou se todos leram o documento, e mediante a negativa da maioria dos participantes ela pediu que depois de lido por todos fosse discutido na próxima reunião. Todos concordaram. Segundo item: Posição da FACEd sobre os Arquivos abertos. A professora Iara fez uma explanação falando sobre as características gerais desse projeto que visa a difusão ampla do conhecimento científico. A professora Dinéa utilizou a seguinte metáfora para figurativizar sua opinião “ As idéias são como filhos, se estes não são nossos por que segurar o conhecimento?”.A professora Mary disse acreditar que o melhor é sempre democratizar o conhecimento e o open access pode ser um dos meios, inclusive entre os professores da FACED. O professor João disse que quanto mais divulgada uma idéia, esta será relacionada ao pesquisador responsável e/ou à instituição em que foi gerada, depois declarou seu apoio ao open access. O professor Kleverton disse que mesmo não tendo lido o documento elaborado pela FACED, apoiava de forma geral. A professora Roseli ponderou sobre como serão feitos os registros, ao que a professora Dinéa deu uma explicação relacionando a proposta do open access à publicação de teses no meio digital. Roseli disse que com os procedimentos devem ser diferentes porque com teses não há dependência de apoio ou não. Dinéa alertou que se a Congregação apoiar o documento, será preciso agir de acordo. Iara disse que seria melhor todos lerem o documento para esclarecer dúvidas, para na próxima reunião dar apoio ou não; além dissou, se prontificou a passar pela lista FACED links em que houvesse explicações sobre o open office. Terceiro item da pauta de reunião: Participação da FACED no CEALE/FE/UFMG. A professora. Mary leu o convite feito pelo CEALE, informando a reunião a ser realizada nos dias nove, dez e onze de novembro , com apoio do MEC. A professora Mary disse que havia material enviado pelo CEALE em sua sala, o qual é todo sobre alfabetização e continua informando que respondeu positivamente o convite dizendo que repassaria os informes para o GELING/FACED. Ainda informa que será representante da FACED, inclusive por ter as despesas pagas pelo CEALE, sem ônus, pois para a UFBA e observa que apenas uma passagem foi enviada.A professora Dinéa disse que se houvesse outra passagem paga estaria disponível a comparecer ao encontro. Quarto item da pauta: Ampliação das ofertas dos cursos de Pedagogia Especial (Irecê, Salvador, Tapiramutá e outras demandas). A professora Inez Carvalho informou sobre a defasagem entre oferta de vagas e demanda. No projeto Salvador, por exemplo, foram abertas cem vagas e tiveram cento e cinqüenta aprovados. Pede-se, com a anuência da Secretaria Municipal de Salvador, que os cinqüentas excedentes passem a fazer o projeto já em 2006. Em Irecê foram duzentas vagas oferecidas e aprovados cento e quarenta e seis professores, há pois cinqüenta e seis vagas remanescentes. O município de Tapiramutá fez pedido para mais cem vagas, ou seja, é preciso fazer um novo vestibular para esta cidade. Esclareceu-se que em Salvador pede-se uma ampliação de vagas e para os outros é a abertura de um novo convênio com as prefeituras.A professora Dinéa perguntou se alguém via obstáculos para a abertura de vagas.A professora Inez reiterou que as demandas são enormes e que a idéia não é ir fazendo pacotes, mas estudar as condições locais.O município de Tapiramutá é participante e interessado (prefeito e secretário de educação já vêm demonstrando isso ao participar de eventos em Educação; fica próximo a Irecê e ainda tem condições materiais e humanas.EM seguida, estudante Maiane indagou se aumentando as turmas dos cursos especiais em Pedagogia como ficaria o quadro de professores da Faced, se a Faculdade tem condições de atender essas demandas e manter a qualidade de ensino. A professora. Inez respondeu que essas licenciaturas especiais têm uma política de elaborar novas soluções para os problemas e, lembrando o professor Felippe Serpa, que se poderia aproveitar os alunos de Mestrado e Doutorado. A professora Roseli disse que de todos professores da FACED a única que tem como carga o curso de licenciaturas especial, é a professora Inez e outros como eu é uma carga além da sua, assim isto não interfere os cursos regulares. Temos como referência o quadro de professores da FACED, mas por ser convênio podemos chamar professores de fora da UFBA. O professora Kleverton disse ver com bons olhos a ampliação da demanda, que as parcerias públicas devem ser muito bem-vindas, pois a solicitação vem de município, e que a FACED deve buscar atender tais demandas. Assim, não via motivos para recusa. Em seguida, perguntou se há um currículo diferenciado para pedagogia especial e os projetos. A professora. Inez explicou que Tapiramutá não é um novo curso, mas ampliação. A vice-diretora Mary explica que estes projetos são voltados a professores que trabalham com séries iniciais e diferem do curso de Pedagogia da FACED. O ponto de ancoragem desses projetos é a especificidade de cada realidade, por isso há um processo de discussão na elaboração e implementação de cada projeto. O projeto Irecê teve dois anos de discussão, enquanto o Salvador um ano. A professora. Inez disse que os cursos especiais têm currículos distintos: o projeto Salvador e o curso de Pedagogia. Estes cursos têm um esqueleto comum e as características da região é o seu preenchimento. Kleverton disse ser difícil entender a lógica implicada.O professor João fez a ressalva de que é a favor da diversidade e da riqueza; porém, o que o preocupa é a necessidade de universalizar as experiências na FACED. Observou que o projeto Irecê nasceu de maneira peculiar, de repente existe Tapiramutá e outras, e pergunta; quando se vai estabelecer uma matriz de pedagogia (?), pois as experiências múltiplas deveriam apontar para uma matriz. E demandou? Nós queremos estabelecer uma universalização ou uma unidade? Senão o que pode ocorrer é: várias formações para um mesmo curso. A matriz, continuou o professor João, é necessária a referência para nós como grupo, assim como para atender as diretrizes nacionais.A professora. Mary deu o exemplo da língua: há uma unidade na diversidade. Os eixos temáticos são os mesmos que temos na FACED, na UESC e nas católicas, pois currículo é movimento. Os pontos de ancoragem são os mesmos, pois a legislação é exigente.O professor João contra-argumentou dando exemplo que nem mesmo dentro da FACED sabemos o que os grupos de pesquisa fazem. A professora Inez disse que estes cursos dão visibilidade à FACED. Num colóquio internacional, o exposto foi o projeto Irecê. O professor. Kleverton disse que seria interessante aprovar parcerias públicas e que a FACED não se furtasse disso. Minha sugestão é de formular um núcleo/matriz do curso de pedagogia especial. A professora Mary respondeu que dentro do possível serão feitas as parcerias e já existe uma matriz para as pedagogias especiais.O professor. Kleverton observou que há reações diferentes para os projetos Irecê e Salvador no departamento I.A professora Inez falou que o problema é que Irecê veio primeiro e sofreu mais críticas, enquanto Salvador não passou pelo departamento.O professor Kleverton comentou que Irecê sofreu críticas do ponto de vista formal.A professora Roseli lembrou que houve reunião sobre as atividades nos três eixos temáticos.A professora Dinéa disse estar surpresa pelo fato de um projeto ser alvo de críticas e outro não, quando os dois projetos nascem de uma mesma matriz como ocorre com uma língua onde há unidade na diversidade. O que sinto é que a comunidade científica não percebe que a diversidade é boa; é saudável. Imagine quando houver outros projetos.A professora Inez disse que mais que saudável, é inevitável. Trabalha-se numa lógica que não tem dado resultado que se comporta com modelos, mas a lógica que vence é a diversidade.A professora Dinéa comentou: no entanto, existe uma força que mantém o pólo da unidade.A professora Mary falou que esta discussão está sendo boa, há uma riqueza enorme nela. Precisamos pensar em fazer outros fóruns de discussão.Maiane lembrou que estas experiências deveriam ser divididas. O currículo tem de ter uma base; o que falta para o currículo é respeitar as diferenças. Não aprendemos a trabalhar com a diversidade tão evocada pelos PCNs. O currículo é a espinha comum, mas precisam ter vertenptes. A Pedagogia da UFBA é diferente da UNEB.A professora Mary abriu a votação para ampliação de vagas das pedagogias especiais. Aprovado por aclamação. Quinto item de pauta: Solicitação de espaço físico para projetos em parceria (Biblioteca Municipal Cultura Viva/Ponto de Cultura e Núcleo Pérolas Negras- estudantes negras da UFBA).A professora Mary explicou que há uma solicitação de espaço pelo Núcleo Pérolas Negras que quer sediar aqui o núcleo, a justificativa é que tem muita mulher negra em Pedagogia, solicitas-se um espaço na FACED. Professora Dinéa perguntou quem coordenava o projeto? professora Mary: as estudantes negras. O professor João argumentou que socializar o espaço é ótimo, mas onde sediar? Se são estudantes não poderia ser no DA? Maiane: as estudantes negras são de diversos cursos, o movimento negro almeja a ascensão do povo negro e eles não se unem a outros movimentos e o DA faz uma luta geral. Professora Mary: Não sabemos onde sediar. Este item da pauta ficou em suspenso Professor Kleverton: fala do projeto das Bibliotecas Municipais e diz que foi solicitado para redigir o documento. A proposta foi que: o colegiado de Pedagogia cederia o espaço por um ano e a Secretaria Municipal cederia o mobiliário que ficaria para a FACED. Posto em votação pela professora Mary, foi aprovado por aclamação. Sexto item da pauta: Décimo sétimo Encontro estadual de Estudantes de Pedagogia. Tema: Pedagogo: história e perspectivas. Maiane fez uma explanação do tema e as discussões implicadas. No encontro haverá oitocentos estudantes, e será de 12 a 15 de novembro. O DA de Pedagogia veio pedir que no dia 14 de novembro as aulas sejam suspensas. Maiane reiterou a participação dos docentes. Comunicou a solicitação ao LEPEL da cessão do espaço por ser gradeado, pois lá ficará o departamento financeiro do Encontro.A professora Mary respondeu que por imposição do calendário acadêmico não será possível para todos os professores da FACED suspenderem as aulas, mas garantiu a utilização da sala Iguape, da sala 20 e solicitou aos professores não darem faltas aos alunos participantes. O colegiado do curso de Pedagogia se comprometeu enviar mensagem solicitando apoio. Sétimo item da pauta: o que ocorrer. O representante do DA de Ciências Naturais pediu para freqüentar as reuniões da Congregação. O pedido foi aceito pelos presentes. Esta reunião foi transcrita pela Professora Iara Rosa Farias e vai assinada por todos os presentes. Salvador, 07 de novembro de 2005

 

 

Ano: 
Tipo de Documento: 
Descrição : 
Sessão ordinária da Congregação da Faced.

Páginas

Subscribe to RSS - 2005